Aprenda Testes de Software do Básico ao Profissional

O teste de software tem muitas fases e etapas, tudo colocado à prova em condições reais para que a necessidade do usuário seja atendida de modo fiel. Existem diversos tipos de teste de software e cada um deles tem determinadas funções e objetivos. Entender cada um deles é essencial para que você planeje o processo da melhor forma possível. Porém, ele também pode ser rodado ao https://cgn.inf.br/noticia/1354298/principais-dicas-para-escolher-o-melhor-curso-de-teste-de-software longo do desenvolvimento, mesmo sem o trabalho completo. Com isso, a equipe é capaz de identificar erros com antecedência e corrigi-los enquanto desenvolve, evitando atrasos e facilitando a solução de problemas. Ao final do trabalho, a equipe de TI pode entregar o software ao cliente, mas, quando ele começa a utilizá-lo, percebe uma grande quantidade de erros e problemas.

o que e teste de software

Essa avaliação é feita em relação ao que o usuário precisa quando usa o software, ainda que ele não faça isso de maneira explícita ou objetiva. Os resultados, como pode ser claramente visto na imagem curso de analista de dados acima, apresentam uma justificativa sólida para a realização dos testes. Ele deve ser planejado em conjunto com a proposta do software, sendo aplicado em cada etapa do projeto e não somente no final.

Jira Software

O foco do teste de usabilidade é verificar a interface do usuário, como o texto do site, as mensagens que aparecem no site, as fontes e as cores usadas no site, etc. O teste de site ou teste de aplicativo da web visa validar os requisitos funcionais e não funcionais de um site. Semelhante ao teste de caixa preta, exceto que o design, a estrutura e a implementação do software são conhecidos pela pessoa testadora. Essa técnica analisa os códigos-fontes do software, avaliando seu fluxo de dados, os caminhos que eles tomam, se são feitos de maneiras cíclicas e lógicas. Por fim, vale mencionar quais as principais técnicas que existem para se testar um software. Todo mundo sabe que o mercado de software tem crescido muito e, cada vez mais, as pessoas necessitam desses programas e aplicativos para atividades das mais variadas em seu dia.

Assim você não vai perder tempo estudando tecnologias desnecessárias para aquela etapa do aprendizado e poderá se dedicar inteiramente aos temas propostos. Como coloquei no início desta publicação, acredito muito que não exista o óbvio, principalmente quando falamos de saberes. De qualquer forma, a disseminação de conhecimento sempre é válida, do básico ao avançado, ele deve ser repassado.

Fale com os usuários finais e simule seu ambiente

Isso é necessário para que falhas sejam detectadas antes que o software seja colocado no mercado. Sabe aquele programa que vive travando, não roda direito ou que faz o PC ficar lento? Esse, provavelmente, deve ter passado pelo processo de desenvolvimento com essas imperfeições. Então, para evitar que isso aconteça, as empresas contratam profissionais (os testadores de software ou analistas de testes) para identificarem esses problemas e relatarem para que os desenvolvedores os corrijam.

Também vale verificar as sugestões e destaques dos editores, aproveitando as mudanças adicionadas agora para melhorar o seu navegador. Outro destaque na nova versão da Chrome Web Store é a posição da barra de pesquisa, agora localizada no canto superior direito, otimizando o acesso. Vale destacar, ainda, os aprimoramentos no sistema de filtros, para que o usuário possa achar exatamente o que procura, sejam extensões, temas ou outras ferramentas. Se você estiver usando uma interface de áudio externa, interface MIDI, sistema de armazenamento, superfície de controle ou plug-in não fabricado pela Apple, verifique se são compatíveis com a versão mais recente do GarageBand. Se houver uma atualização disponível, siga as instruções do fabricante para atualizar o software ou o dispositivo.

Verificar a compatibilidade do software ou do dispositivo

Também é útil para analisar se todos os requisitos solicitados no escopo do projeto foram atendidos. Por exemplo, se estamos falando de uma solução na qual espera-se que o cliente final consiga realizar suas compras, se há gargalos que impedem a fluidez neste processo, o teste deverá indicar essa questão com maior facilidade. Toda empresa que busca desenvolver um sistema espera que ele seja publicado sem erros. No entanto, durante o desenvolvimento, pode ser que algumas coisas não saiam como o esperado, sendo necessário um retrabalho para garantir a qualidade do resultado final.

  • Existem, de uma forma geral, cerca de 17 tipos diferentes de testes de software e a diferenciação deles serve para que consigam se adequar melhor ao tipo de softwares que eles irão testar.
  • Em seguida, conforme as compilações avançam pelo pipeline de desenvolvimento, teste o código em condições de produção que simulam os ambientes de clientes.
  • Por exemplo, o teste de desempenho pode observar tempos de resposta ao executar um grande número de solicitações, ou ver como o sistema se comporta com quantidade significativa de dados.
  • Além disso, ao terceirizar os testes, é possível que o negócio dedique-se a outras questões que possam trazer um maior alinhamento com o cliente final, garantindo melhor satisfação com eles e, consequentemente, fidelização para novos projetos.
  • Nem todas as empresas contam com profissionais especializados em testes e isso pode ser um problema.

Embora cada tipo de teste pareça uma tarefa autônoma, você pode combiná-los de forma inteligente para alcançar maior qualidade do produto. Nossas soluções são personalizadas para atender às necessidades específicas de cada cliente. Marque esses recursos para aprender sobre os tipos de equipes de DevOps ou para obter atualizações contínuas sobre DevOps na Atlassian.

Os testes de software são responsáveis por otimizar a gestão dos recursos de uma empresa, evitando que surjam problemas nas aplicações finais ou durante parte do seu desenvolvimento. Os testes são processos do desenvolvimento de um programa, podendo ser realizado ainda pelos próprios desenvolvedores ou por profissionais especializados na área. Para evitar que o teste seja uma mera etapa do ciclo de desenvolvimento,
a implantação de um processo relacionado a este garante um maior controle das
atividades de teste e, consequentemente, mais qualidade ao software. Tão importante quanto testar que os usuários conseguem usar o aplicativo (conseguem entrar e salvar um objeto), é testar se seu sistema não quebra quando dados ruins ou ações inesperadas são executadas.



Leave a Reply